1 de janeiro de 2012

Escalando no Lajedo de Pai Mateus a Roliúde Nordestina


O Lajedo de Pai Mateus possui o maior número de "boulders" com potencial de escalada de todo o Brasil. Com um platô de 1,5 quilômetros quadrados, sobre o qual estão dezenas de grandes rochas arredondadas de granito, tornando-se uma das poucas regiões do mundo com essas características geológicas, a se comparar com (Devil's Marbles, no Outback Australiano; Erongo Mountains, na Namíbia e Hoggar, na Argélia).

Segundo Marco Piffer - um dos principais escaladores brasileiros: “O Cariri é uma das melhores regiões do mundo para a prática de Boulder”, apresentando inúmeras "vias" e problemas com os mais variados graus de dificuldade.

Além de muita escalada o lajedo também apresenta inúmeros atrativos para quem visita o lugar. O percurso que sai da sede da fazenda - passando pela Saca de Lã, Lagoa de Bento, Lajeiro da Samambaia e pelo Sítio do Bravo - é apontado pela galera da Bike como um dos melhores trajetos para mountain bike em terreno rochoso no Brasil. Suas qualidades são comparáveis à famosa Slick Rock Trail, de Moab, em Utah, considerada a melhor trilha dos Estados Unidos.

Outro atrativo também é conferir a curiosa formação rochosa chamada Saca de Lã. Com cerca de 30 metros de altura, ela é formada por vários blocos de granito empilhados. Quem se arrisca a subir até o topo da última pedra (é nós na via...), pode apreciar uma bela vista da paisagem. No fim da tarde também pode se apreciar um belíssimo pôr-do-sol na Pedra do Capacete, antiga gruta do ermitão Pai Mateus, e a noite um céu estrelado ao pé da fogueira. 

 Saca de Lã

Essas características, entre muitas outras, fazem do Cariri uma verdadeira "Disneylândia" para os praticantes de esportes, ou apenas um "lugar especial" para as pessoas que viajam em busca de paz, harmonia e sossego. Para visitar o Lajedo é preciso pagar uma taxa de visitação de R$10 ao Hotel Pai Mateus, pois a área é de propriedade particular. Você encontrará guias turísticos que poderão lhe acompanhar.

 Boulders no Lajedo de Pai Mateus

A Cidade

Cabaceiras fica distante 180 km de João Pessoa, e cerca de 83 km de Campina Grande. O letreiro na entrada da cidade avisa: você está entrando na “Roliúde Nordestina”. Não estranhe o título irreverente. Aqui foram gravados mais de 20 filmes, documentários e minisséries, como “O Auto da Compadecida” e “Cinema, Aspirinas e Urubus”.

Passeando pelo município que tem cerca de cinco mil habitantes, dá para reconhecer a igreja matriz Nossa Senhora da Conceição, casas e praças que serviram de cenário para as produções. Mas, se quiser saber mais sobre os filmes rodados ali, vale à pena fazer uma visita ao acervo de fotos do Memorial Cinematográfico.

Como chegar

De carro: Para quem sai de João Pessoa, o acesso até Cabaceiras é pela BR-230, passando pelas cidades de Campina Grande, Queimadas e Boqueirão.
De ônibus: saindo da capital paraibana, o transporte até Campina Grande é feito pela Empresa Real. De lá, pode-se pegar um ônibus até Cabaceiras com a empresa Rio Doce.

Algumas fotos:














Fontes: