21 de dezembro de 2011

Fim da Escalada no Parque do Poeta em Campina Grande

A propriedade que dá acesso ao Parque do Poeta foi vendida ao grupo imobiliário responsável pelo condomínio Alphavile, que conta com empreendimentos em todo Brasil.

O Parque Estadual do Poeta é um dos principais pontos de escalada do Estado da Paraíba, nele foi realizado o VII EENE (Encontro de Escaladores do Nordeste) tradicional evento da escalada brasileira que acontece todos os anos em um estado nordestino. Neste ano de 2011 o X EENE foi na cidade de Redenção-CE.



O Parque do Poeta é uma área de proteção ambiental(Parque Estadual) criado pelo decreto estadual 25.322 de 10 de setembro de 2004, e é uma área de proteção do tipo integral. O Diário Oficial do Estado da Paraíba numero: 12.728 - João Pessoa-sexta feira,10 do 09 de 2009 dá veracidade ao fato com um auto do Poder Executivo.


Com 419,51 hectares, localizado nas proximidades do Garden Hotel. O Poeta possui mais de 20 vias de escalada em rocha que vão desde os graus mais fáceis até IX grau, Boulders e Pontos para prática de Rapel. No local ainda existe inúmeras trilhas para bike e caminhada e outros esportes ao ar livre. Sem dúvidas o Parque do Poeta é uma ótima área e lazer que ainda é desconhecida pela grande maioria dos campinenses.


Agora ameaçado pelo condomínio Alpha Ville, que proibiu a visitação, mesmo depois de uma reunião com representantes dos escaladores locais e integrantes do CMP (Clube de montanhismo da Paraíba) ficam as seguintes perguntas:


O que é melhor para Campina Grande?


Mais um condomínio invadindo e degradando uma área de proteção ambiental 5 vezes maior que o Parque do Ibirapuera em São Paulo, ou uma local onde podemos desfrutar de varias atividades ao ar livre, mantendo e preservando a natureza...



O condomínio até pode ser um boa opção para o 'crescimento' da cidade, contudo esta muito longe de ser um opção de Desenvolvimento para região.


Perguntamos também as autoridades: Porque o Parque do ainda sobrevive só no papel, sem plano de manejo e dentro de uma área particular? E porque a área pôde virar um condomínio fechado? Essas e outras perguntas ainda ficaram sem respostas.


Em algumas das tentativas de contato com os representantes do Alphavile de Campina Grande não houve quem soubesse responder a situação do empreendimento perante o Parque Estadual e nem a legalidade do projeto perante a legislação ambiental. Escaladores locais temem pela restrição e o acesso ao local e pela privatização do Parque estadual.


Fontes:


http://altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=1711
http://www.cnip.org.br/uc_arquivos/PB_estados.html
http://www.ief.mg.gov.br/component/content/114?task=view


Fotos: Dagoberto Viera